segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Caminhando...

Por aqui vai tudo andando. Tive um fim-de-semana controlado mas com um pedaço de bolo de aniversário no sábado às duas da manhã.
Na quarta-feira passada fui ao meu médico, e como adiantei, ralhou comigo por estar mais gorda. Ou seja, é ele que, desde Janeiro me anda a tratar as depressões que envolvem crises de ansiedade que levam à bulimia, que levam à ansiedade, ataques de fome…efeito bola de neve, já se sabe.
Admiti-lhe os meus erros, as minhas vitórias (os 61kg alcançados em Julho), falei-lhe da minha alimentação e, surpreendentemente, de repente parece que estava em frente a um dos autores do livro “You – A sua dieta” porque começou a explicar-me uma série de coisas sobre o funcionamento do sistema gástrico, como é desfeita a gordura, açúcares, etc. Conclusão: Percebeu que o meu organismo é difícil e passou-me um antidiabético. CALMA! Não quer dizer que eu esteja diabética. Explicou-me que é para ajudar o funcionamento do pâncreas para que ele aniquile melhor os açúcares e tendo eu problemas de sacaroses a mais na família, concordei.
De forma que sai do consultório com mais garra para prosseguir com a minha RA e pesar menos 3 até ao final deste mês.

Boa semana de vitórias contra os monstregos calóricos!!!


Para a Olvidia:

Bem vinda ao meu espaço! Adorei o seu comentário e vou tentar, da melhor forma possível, explicar o sentido dessas palavras:

Bofes: Utiliza-se a expressão ‘bofes de fora’ quando uma pessoa já está muito cansada, ofegante numa qualquer actividade física em que quase já não aguenta mais nada. Encontrei esta descrição: “O bofe é a parte do corpo humano ou animal que é responsável pela respiração, é chamado de pulmão na medicina, mas quando se quer dizer que alguém está passando mal, com a respiração comprometida por uma correria ou qualquer outro esforço aeróbico, consuma dizer que ‘fulano está pondo os bofes para fora’.”

Gaijas: É calão português. A palavra original é gaja ou gajo. Significa mulher, homem. Por exemplo, ‘Aquela gaja ali está com a mania de que é boa’ ou então ‘aquele gajo é mesmo idiota!’

Chunga manienta: Mais uma vez, calão português. Chunga é alguém que está-se pouco lixando para o que os outros pensam e veste-se como lhe apetece, uma espécie de hippie moderno. Manienta é uma pessoa que tem muita mania. (esta é pelo menos a minha interpretação da expressão)

Rabo: Ora, ora, é BUNDA mesmo!!!

Ehehehhe!!!

5 comentários:

Elisa Albuquerque disse...

ola fofita uma excelente semana para ti! super beijos!

Antonia Luciene disse...

olá gostaria que vc conhecesse meu novo espaço virtual(blog) chamado mulheres-sarl, e deixe a sua opinião é muito importante para mim, saber se o meu trabalho está agradando as blogueiras em geral.

Abs,

Antonia albuquerque

Luna disse...

Linda boa sorte neste recomeço. Espero que o medicamento te ajude :) beijinhos e boa semana

Andy disse...

Isso aeh nina..firme e forte.Pense que ainda tem uma jornada pela frente e desistir agora significa ter que retomar todo o caminho já feito depois

Torço por ti
bjaum

Marta disse...

Parabéns pelo blog. Inspirou-me a fazer um também ;)
Bintxa.