quarta-feira, 16 de novembro de 2011

O pior comentário feminino de sempre!

“E quantos meninos é que ela tem?”

God!!! Eu explico:

Estava eu no ginásio a fazer os meus alongamentos quando vem para o meu lado uma senhora (que devia ter a mesma idade que eu) juntamente com a monitora a dar-lhe indicações de exercícios. Ela bufava, queixava-se, lamentava a dor, ria-se e vai daí que a monitora diz:

- Veja lá a Luna…quando veio para cá também não conseguia fazer estas coisas.

- (eu aceno positivamente, sorrio solidariamente enquanto continuo a fazer os alongamentos pois não paro para conversetas)

E eis que a senhora diz: - Mas ela é magrinha…e quantos meninos tem?

Bom…a partir daqui eu não sei bem qual foi o rumo da conversa mas foi relacionada com o ter filhos, engordar, alargar, blá blá blá; e eu fiquei transtornada com a conversa, com a ignorância, e a facilidade de pôr as culpas nas gravidezes pelo ganho de peso, relaxo, enfim.

Eu nunca fui mãe. Nunca estive grávida. MAS que raio??? Hoje em dia só se deixa engordar na gravidez quem quer!!! Certo?

A minha mãe que me perdoe…mas ultrapassar os 100 kg depois de duas gravidezes na década de 80 já foi um descalabro.

E aumentar 20 ou 30 hoje em dia também é demais, não?

As mães que me lêem, que me perdoem. Mas tentem perceber friamente os erros que cometeram…a comida que ingeriram a mais na gravidez, os restos dos vossos filhos que comeram, e as desculpas que deram para não caminhar e andar pé por estarem barrigudas, e depois de parirem por terem o bebé, e estar frio na rua, ou sol, ou vento, ou…

Bom…sei que a esta hora devo estar a receber umas pragas. Mas uma coisa é certa: quando engravidar vou ter o máximo de cuidados e não irei deixar de fazer desporto. Irei cuidar-me ao máximo até porque as mulheres da minha família engordaram sempre muito! E eu NÃO QUERO ISSO.

Beijos, e desculpem lá o desabafo!

6 comentários:

Rita disse...

Tens toda a razão. Tenho 4 filhos e um corpinho jeitoso :)

Mas atenção que há mulheres que engordam muito durante ou após a gravidez devido a disfunções hormonais, mas não deixam de ser uma excepção.

Future Smiley disse...

Engraçado...tive dois filhos e em cada gravidez perdi peso...e porquê? Porque estando grávida tinha cuidado com a alimentação...

Alex disse...

Olá Luna,
Eu sou mãe e sou das grávidas que engordaram MUITO (36kg)
Jamais me orgulhei disso. Lamentava interiormente passar por aquilo e ser rotulada talc omo estás a descrever... só engorda quem quer. Eu também pensava assim. Mas a verdade é que por vezes pode acontecer descontrolo hormonal e problemas de retenções. Foi o meu caso.
No entanto... NUNCA permiti tal desculpa para me manter assim. Assim que deixei de amamentar dei forte e feio (sei que sabes porque me acompanhas desde o inicio) e em 18 meses perdi 40 kilos!

Hoje Penso voltar a engravidar, e pergunto a mim mesma: queres passar por tudo isso?
Engordar não... mas engravidar sim... Infelizmente não tenho qualquer garantia de que não vá voltar a acontecer...
Na minha gravidez eu fiz ginasio todos os dias até aos 6 meses e depois dos 6 meses até ao dia de ir para a maternidade caminhadas de 1h, ....
No entanto tive amigas que engordaram 25/30 mas dizem: Eu comia um bolo por dia!!!

Resumindo: Concordo contudo o que disseste e mais... independentemente dos motivos que se engorda na gravidez... só não volta ao lugar quem não quer, isso sim é verdade!

Hoje estou como se nunca tivesse passado por uma gravidez...

Um grande beijinho

Miss Betterme disse...

Eu não acho que tenha engordado muito nas minhas gravidezes (16Kg e 14Kg respectivamente) mas não sou tão rápida a julgar as outras pessoas porque sei que há outras questões (por vezes mais fortes que nós) que levam ao aumento de apetite, à retenção de líquidos e à obstipação crónica e que advêm das alterações hormonais relacionadas com a gravidez e pós-parto. A depressão pós-parto é outra questão que pode levar ao aumento de peso. Como tu, acho que justificar o aumento de peso (descomunal) com a gravidez não é muito certo, mas também acho que, sendo mulher, não devo ser tão dura a julgar quem passou por isso e não conseguiu aquilo que muito poucas conseguem: manter o peso ideal. Acho que só nos fica feio estar a julgar tão duramente as outras mulheres especialmente quando (ainda) não passamos por aquilo que elas passaram...

Su disse...

Oi Luninha!


Hoje tens as mães à perna!hihihi
Não te zangues que nós também não.
Compreendo a tua "revolta" e comentários mas também não leves a mal o comentário da senhora pois é verdade que a garvidez e o parto mudam muita coisa na orgânica do nosso corpo.Não é só ter cuidado com a alimentação (eu tive e como engravidei com excesso de peso das duas vezes não engordei NADA durante ambas as gravidez). No entanto as alterações hormonais e afins fizeram de mabas as vezes que eu engordasse 10 quilos no primeiro mês pós -parto (ambas as vezes). Eu amamentei os dois filhos e tive muito cuidado com a alimentação para não engordar, fiz exercício mas nada conseguiu evitar que isto acontecesse. Ultrapassou-me a mim e aos médicos.
São coisas que acontecem, e se um dia tiveres filhos, vais ver que o corpo não fica exactamente igual.
Não foi por mal que a fizeram o comentário e não te tira mérito por tudo o que tens conseguido. Mas as dificuldades que as mamãs passam para recuperarem o seu peso após a gravidez também não deve ser desvalorizado. Estão a par.
E escusado será olhar para as apresentadoras e actrizes que agora se vê aí amiúde a voltar ao activo depois de um paerto mais magras do que eram antes. Isso não é a regra e raramente se consegue sem recurso a drenagens, massagens e toda uma variedade de tratamentos que a maior parte de nós não tem acesso, quer por razões económicas, quer por razões de tempo (sim, nem todas as mamãe têm com quem deixar a criança para ir fazer a recuperação- eu sou conhecida no ginásio por ter feito um ano inteiro com a bebé atrás mas quando ela começou a andar e não estava na creche...as minhas soluções forma menores).
beijocas linda e continua centrada no teu esforço

Luna Leve disse...

Gostei dos vossos pontos de vista! E gosto sempre de ouvir outras opiniões!

Cada caso é um caso, obviamente!! (e os descontrolos hormonais são uma seca...eu sei)

Mas aqui entre nós...nós, mulheres, sabemos bem quando as desculpas são "desfarrapadas" ou não, não é verdade? ;)


E eu, tenho casos na família, de total inércia...god....

Beijinhos para todas e muita força!!!!!!!!! (e para mim também que pretendo engravidar um dia destes nos próximos anos...ehehe)