quarta-feira, 1 de julho de 2009

E é tão difícil…

…Conseguir controlar.

Depois de muita quedas e levantamentos já percebi todas estas coisas. Levou tempo a entendê-las, é verdade, mas mais vale tarde do que nunca. Aos poucos vou começando a entender o meu corpo. O pior é que parece que ele está sempre em mudança e com a PDI vão sempre surgindo novas alterações e adaptações. Será que isso também acontece convosco?

Assim sendo, a ver se encarrilho os seguintes conceitos:

Não posso comer pão – Atrasa-me completamente o trânsito intestinal. Só o posso fazer ao pequeno-almoço e no máximo meia bolinha de pão.

Não posso jantar normalmente – Fico com o estômago todo atabalhoado. Não posso comer como as outras pessoas e ponto final. Um prato (mesmo que pequeno) de frango estufado ou mesmo um bife grelhado com salada à noite, ao jantar? Esquece. Isso é igual a voltas na cama, má disposição e insónias. Jantar para mim deve ser sopa, salada leve, cereais, tostinhas com um pouco de queijo ou alguma fruta.

O meu estômago é pequeno – Este é um conceito do qual só me lembro depois de ter comido e de o sentir a abarrotar e com dificuldades até em fazer uma grande inspiração e encher os pulmões (!!!).

Ou seja:

Pão só de manhã.
Jantar levemente.
O meu estômago é pequeno.


Estes são os três conceitos por mim descobertos (!) sobre os quais vou ter de me mentalizar e trabalhar sempre!

Um beijito

2 comentários:

Da gordura à formosura disse...

Teres chegado a esssa conclusão já é uma grande ajuda. Agora é fazer as coisas dessa maneira. Mas como tu disseste, é difícil. no entanto, aos pouquinhos tu chegas lá.
Beijinhos e força.

Cherry Blossom Girl disse...

Ainda bem que já descobriste factos sobre o funcionamento do corpo, agora é mesmo como já disses-te, é mesmo tentar controlar! Ai pão...se fosse por mim devorava um pão inteiro lol...mas NÃO POSSO!
Temos que ser fortes para resistir ás tentações! ;)

Beijinhos*